domingo, 19 de junho de 2011

Rasgando o verbo



     -Você precisa sair desta vida, precisa se apaixonar! Sabe uma dessas paixões avassaladoras que lhe tiram o senso e a sanidade? É disso que você precisa!
     -Paixões avassaladoras levam a sofrimentos avassaladores. Não aprecio nada que tire minha sanidade.
     -Qual o problema em gostar de alguém? Em sentir o frio na barriga e o coração bater mais forte?
     -Já estive apaixonada e sinceramente, "não curti essa parada"...
     -Ainda o Andrey... Você sabe que não está com ele por sua própria culpa né?
     -Ele que é um puto e eu sou a culpada?
     -Você poderia estar casada, com filhos...
     -Quem disse que quero me algemar à alguém, e pior, procriar pra ter filho funkeiro cheirando coca ou filha bêbada dando o rabo pra todo mundo?
     -Como você é mal amada!
     -Você quis dizer racional não? Além do mais, a garota popular do colégio era eu e não você, então se há alguma mal amada aqui...
     -Qual o seu problema hein!?
     -Nenhum! Sou solteira, integente, gostosa e bem sucedida! Não quero passar o resto de minha vida compartilhando reumatismo e artrite!
     -E vai passar a vida sozinham, sem ter com quem compartilhá-la e sem deixar descendentes?
     -Minha vida é só minha! Não desejo dividi-la com outra pessoa, seria menos tempo para dedicar-me a mim! E deixar descendentes para acabar com tudo que construí? Para num futuro tomar o que é meu e me pôr num asilo? Não sei que tipo de criatura eu geraria, melhor não correr o risco. Além do mais não vou estragar meu corpo, ficar gorda, flácida, cheia de estrias e celulites pra parir ninguém!
     -Adoção?
     -Piorou! Não sei a procedência nem que genes herdou...
     -Vai ser uma velha sozinha e amarga?
     -Não estou preocupada com o que serei quando tiver idade pra pegar fila do INSS
     -Você é doente!
     -Imagine! Sou super saudável! Levo a vida do jeito que bem entendo! É assim, que sou, é assim que ajo e não quero mudar!

Um comentário:

  1. Para alguém pensar desta forma realmente tem que ter problemas...

    ResponderExcluir